FENESPIC presente na cerimônia de posse do presidente eleito

Ontem estiveram presentes na cerimônia de posse do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e do vice-presidente, Geraldo Alckmin, o presidente da Federação Nacional dos Securitários – Fenespic, Isáu Chacon e a advogada do Sindicato dos Securitários no DF, Alexandra Lucena Chacon, representando o movimento sindical.

“É necessário a união com quem defende a classe trabalhadora”, ressalta o presidente da federação, Chacon.

O presidente Lula, em seu discurso de posse, afirmou a importância das centrais sindicais e informou como o governo irá tratar o tema. “Vamos dialogar, de forma tripartite – governo, centrais sindicais e empresariais – sobre uma nova legislação trabalhista”, declarou.

E no recebimento da faixa presidencial, o presidente Lula chamou atenção para que haja harmonia entre todas as classes envolvidas no interesse do desenvolvimento país. “Essa tarefa não pode ser de apenas um presidente ou mesmo de um governo. É urgente e necessária a formação de uma frente ampla contra a desigualdade, que envolva a sociedade como um todo: trabalhadores, empresários, artistas, intelectuais, governadores, prefeitos, deputados, senadores, sindicatos, movimentos sociais, associações de classe, servidores públicos, profissionais liberais, líderes religiosos, cidadãos e cidadãs comuns”, acrescentou.

Após, no Palácio do Itamaraty foi servido um jantar para as delegações estrangeiras e convidados, e estavam presentes também o ex-senador e vereador Eduardo Suplicy e a ministra Marina Silva.

“Agora vamos apostar num futuro melhor”, manifestou o presidente da federação.

FENESPIC presente na cerimônia de posse do presidente eleito

Ontem estiveram presentes na cerimônia de posse do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e do vice-presidente, Geraldo Alckmin, o presidente da Federação Nacional dos Securitários – Fenespic, Isáu Chacon e a advogada do Sindicato dos Securitários no DF, Alexandra Lucena Chacon, representando o movimento sindical.

“É necessário a união com quem defende a classe trabalhadora”, ressalta o presidente da federação, Chacon.

O presidente Lula, em seu discurso de posse, afirmou a importância das centrais sindicais e informou como o governo irá tratar o tema. “Vamos dialogar, de forma tripartite – governo, centrais sindicais e empresariais – sobre uma nova legislação trabalhista”, declarou.

E no recebimento da faixa presidencial, o presidente Lula chamou atenção para que haja harmonia entre todas as classes envolvidas no interesse do desenvolvimento país. “Essa tarefa não pode ser de apenas um presidente ou mesmo de um governo. É urgente e necessária a formação de uma frente ampla contra a desigualdade, que envolva a sociedade como um todo: trabalhadores, empresários, artistas, intelectuais, governadores, prefeitos, deputados, senadores, sindicatos, movimentos sociais, associações de classe, servidores públicos, profissionais liberais, líderes religiosos, cidadãos e cidadãs comuns”, acrescentou.

Após, no Palácio do Itamaraty foi servido um jantar para as delegações estrangeiras e convidados, e estavam presentes também o ex-senador e vereador Eduardo Suplicy e a ministra Marina Silva.

“Agora vamos apostar num futuro melhor”, manifestou o presidente da federação.