Home Mundo Últimas notícias de coronavírus de 29 de março

Últimas notícias de coronavírus de 29 de março

0
94
A Espanha registrou 838 novas mortes, seu recorde diário até agora, enquanto a Suíça teve 257 vítimas. No mundo, o total de pessoas infectadas já chega a quase 670 mil. Funcionários municipais desinfectam ruas em Cascais, Portugal, neste sábado (28), para evitar a disseminação do novo coronavírus. O mundo bateu a marca dos 600 mil casos de Covid-19.
Rafael Marchante/Reuters
Já são quase 670 mil a quantidade de pessoas infectadas com a Covid-19 no mundo, de acordo com levantamento da universidade Johns Hopkins, neste domingo (28). São 669.312 infectados, com 30.982 mortes registradas até as 7h35. Já se recuperaram da doença 142.100 pessoas.
Com 838 mortos nas últimas 24 horas, a Espanha registrou um novo recorde diário de vítimas, somando 6.528. Além disso, o número de casos positivos subiu para 78.797.
PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença
GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção
CORONAVÍRUS: veja perguntas e respostas
SÉRIE DE VÍDEOS: coronavírus, perguntas e respostas
O Uruguai anunciou neste sábado a primeira morte no país provocada por coronavírus. A vítima era o ex-ministro da Corte Eleitoral, Rodolfo González Rissotto, de 71 anos, que foi filiado ao Partido Nacional.
A Itália bateu hoje a marca de 10 mil mortos em decorrência da Covid-19. Só nas últimas 24 horas 889 pessoas morreram por causa do novo coronavírus. É o país na Europa com o maior número de casos da doença: 92.472.
Mesmo com o aumento dos números, a Espanha continua como o segundo país com mais número de mortes até o momento, atrás apenas da Itália, com mais de 10 mil vítimas da doença. O país também é o segundo com o maior número de pacientes recuperados, 12.285, atrás apenas da China.
EUA têm mais de cem mil casos do novo coronavírus
No Brasil
De acordo com o mais recente balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, tem 3.904 casos confirmados de pessoas com o novo coronavírus no Brasil. Até este sábado, foram contabilizadas 114 mortes. A taxa de letalidade, até aqui, é de 2,8%.
O governador do estado de São Paulo, João Dória, criticou as últimas ações do presidente Jair Bolsonaro, que se mostrou a favor do fim do isolamento social como está sendo feito atualmente.
“Quase metade da população do planeta está em casa. O mundo inteiro está em casa e o único certo é o presidente Jair Bolsonaro? Será essa é a racionalidade: só um certo e o mundo inteiro errado? Reflitam sobre isso. O Ministério da Saúde defende o isolamento. A campanha que o governo federal está lançando hoje nas emissoras de tv e nas redes sociais prega o contrário. Afinal temos um governo federal ou dois governos?”, questionou Doria.
Segundo as secretarias estaduais de saúde, o Brasil já tem 3.546 casos confirmados de Covid-19 e 94 mortes pela doença, até às 13h30 deste sábado.
Pelo mundo
Mundo registra mais de 530 mil infectados pelo coronavírus
Os Estados Unidos chegaram aos 100 mil casos de contaminação em seu território. É o país mais contaminado no planeta. Em segundo lugar aparece a Itália, com 86.498 casos.
O presidente dos EUA, Donald Trump, disse neste sábado (28) que avalia determinar quarentena obrigatória em Nova York, em New Jersey e partes Connecticut para conter a o avanço do novo coronavírus.
“Nós gostaríamos de ver Nova York em quarentena, pois é um foco – Nova York, New Jersey, talvez uma parte de um ou dois outros lugares, uma parte de Connecticut, em quarentena”, o presidente disse em frente à Casa Branca.
O presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva sobre o coronavírus, na Casa Branca, em Washington, na sexta-feira (27)
Jim Watson/AFP
Singapura anunciou penas de até seis meses para quem permanecer próximo de outra pessoa de forma intencional nas filas ou em locais públicos. A medida pretende garantir o “distanciamento social”, enfoque aplicado em todo o mundo para deter a propagação de Covid-19.
A Armênia registrou sua primeira morte relacionada à doença. Uma mulher de 72 anos foi diagnosticada com Covid-19, teve complicações e não resistiu, de acordo com porta-voz do Ministério da Saúde. O país tem pouco mais de três milhões de habitantes e já registrou 290 casos.
O número total de mortes no Irã aumentou para 2.517, de acordo com as últimas informações do Ministério da Saúde. São mais de 35 mil contaminados em território iraniano. Deste total, 3.206 pacientes estão em estado crítico.
Primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban anunciou que o país terá um bloqueio de duas semanas a partir deste sábado para retardar a propagação da doença em seu território. O pico do surto do novo coronavírus é aguardado para junho ou julho, segundo ele. A polícia vai fiscalizar os cidadãos, que poderão trabalhar, fazer compras e exercícios em espaços limitados fora de suas casas. Pessoas com mais de 65 anos, só podem fazer compras entre às 9h e o meio-dia. São mais de 300 casos e dez mortes confirmadas no país.
Foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 em um funcionário da administração do Kremlin, de acordo com Dimitry Peskov, porta-voz do presidente Vladimir Putin. Segundo Peskov, Putin não teve contato com o infectado e, por isso, poderá seguir normalmente sua rotina de trabalho. As fronteiras serão totalmente fechadas no território russo.
O primeiro-ministro sueco Stefan Lofven proibiu reuniões e encontros públicos de mais de 50 pessoas na Suécia. São quase 3 mil contaminados no país.
O sérvio Novak Djokovic anunciou a doação de um milhão de euros ao seu país para ajudar no combate ao novo coronavírus. A doação é destinada à compra de respiradores e outros equipamentos de saúde. Residente de Mônaco, o tenista número 1 do mundo está em Marbella, na Espanha, com a família.
Initial plugin text
Carregar mais artigos relacionados

Veja também

UE faz apelo por medidas reforçadas para evitar novo aumento de casos de coronavírus

Em várias regiões, a transmissão está pior que no pico da pand…